quinta-feira, 14 de maio de 2015

As inspeções dos importadores


É uma expectativa para este ano de 2015, e o próximo, que as empresas exportadoras de medicamentos de uso humano passem por um maior número de inspeções governamentais, principalmente pelo F.D.A. Isto está a ocorrer em face de uma história de evidências e de casos associados a falhas de qualidade cuja incidência se encontra bem acima do razoável para os padrões de muitos países importadores.

Empresas brasileiras, indianas e de outros países, podem estar nessa nova programação de inspeções internacionais e serão visitadas e analisadas à luz das boas práticas de fabricação por experimentadíssimos auditores. Serão dias e dias de perguntas e respostas; de observações, de identificação de indícios de possíveis não conformidades; serão reuniões periódicas com técnicos e especialistas da empresa em um processo o qual todos já conhecemos e que busca a certeza de que o fabricante cumpre as normativas regulatórias vigentes e de referência.

Um resultado desfavorável em inspeções deste tipo, fazendo suspender as exportações – pelo menos por um período - pode provocar um impacto devastador no volume de vendas, no faturamento da companhia e no moral da equipe.

No Brasil, os parques industriais estão bem preparados, mas se acontecer resultados desfavoráveis, não será a primeira vez…
… Estejamos atentos…