terça-feira, 3 de setembro de 2013

A qualidade nas agências reguladoras



Haverá quem diga que muito há o que melhorar a ANVISA, no que tange às suas operações, principalmente quanto à agilidade dos processos. Fato é que, desde a criação de todas as agências reguladoras nacionais, provocada pela publicação e entrada em vigor da Lei de Defesa do Consumidor, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária tem sido a agência que mais tem se destacado no campo da qualidade e da efetividade de suas ações.

Não é foco deste artigo, destacar as limitações e até mesmo possíveis falhas da agência. Elas, sabemos que existem. Evidenciamos com este artigo algo gritante no cenário das agências e que acaba por mostrar o quanto a ANVISA está muito acima das demais, no tocante aos serviços prestados. Reunamos todas elas, como a ANATEL, como a ANAC, por exemplo, e façamos uma análise comparativa, buscando esmiuçar todos os aspectos os quais justificam a criação e manutenção de tais agências. Dediquemos o nosso olhar sobre o principal cliente e principal pagador de tais agências, a saber, os consumidores e usuários de produtos e serviços dos regulados; veremos que depois de tal análise, poucas são as agências que se posicionam tão bem como a ANVISA.

Particularmente, gostaria de ver uma pesquisa de opinião a respeito do grau de qualidade e confiabilidade que o cidadão dá a cada uma das agências.

O foco deste artigo é a melhoria contínua, assunto do mundo da qualidade, o qual nós devemos dar toda a atenção... E o que a ANVISA, e os serviços que ela presta têm a ver com isso?

Vemos esta relação, quando esta agência reguladora disponibiliza uma pesquisa de satisfação para “saber o que a sociedade e o setor produtivo esperam do seu serviço”. Esta é uma iniciativa à luz dos preceitos da “Qualidade Total” que poderá dar excelentes frutos se as respostas à pesquisa forem analisadas e tratadas de acordo. Vamos esperar; mas só a pesquisa em si, dá um sinal claro da preocupação com a melhoria contínua. Entrevistas desse tipo são ferramentas muito importantes para um passo (ou mais passos) no sentido da evolução e da excelência operacional.

Enquanto esperamos, como clientes e usuários, damos um crédito a mais ao nosso fornecedor de serviços que realmente quer saber o que pensamos e esperamos. Bom seria se as demais agências seguissem o exemplo...