sexta-feira, 20 de abril de 2012

Parecia uma feira


Ofereciam cursos com nomes pomposos e não mostravam os nomes dos instrutores.
Ofereciam cursos de formação de auditores com instrutores que mal conheciam a indústria; com instrutores que, em nenhum momento de suas vidas, trabalharam no segmento; com instrutores sem história de conquista de certificados de Boas Práticas.
Ofereciam cursos que abrangiam aspectos de controle de qualidade, produção, garantia de qualidade, validação, treinamento e logística e nunca trabalharam ou viveram as dificuldades dessas áreas.
Nesta feira, muitos profissionais que buscavam sua capacitação e desenvolvimento profissional e muitas empresas ávidas em preparar suas equipes investiram parte de seus recursos em treinamentos que não ofereceram o retorno desejado.
Mais: Como em uma feira não confiável de ofertas das mais variadas, muitos se diziam fazer parte de respeitadas associações e até inseriam em seus e-mails e páginas eletrônicas as logomarcas de tais associações. A ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância) é um exemplo claro. Seu nome foi usado de forma indevida e mentirosa por muitos que buscavam uma posição no mercado enganando profissionais e empresas.
Mais ainda: treinamentos “in company” com teorias simples, sem metodologias adequadas e não voltadas para o adulto, sem instrutores capacitados que tivessem a experiência real para contar histórias e ”causos” comuns aos participantes.
Uma verdadeira feira, onde repetir treinamentos corporativos para substituir treinamentos do passado que não deram certo, por más escolhas, era uma tarefa desagradável, mas não rara.
Vale dizer que não estamos nos referindo somente aos treinamentos cíclicos de exigência regulatória, mas aqueles outros tantos mais técnicos voltados para o pessoal especializado.
Assim, cansaram os profissionais e as empresas que buscam qualificação de verdade. Então, estes saíram do ambiente das feiras onde o mais importante não é conteúdo programático, a metodologia, nem, muito menos, a qualificação dos instrutores, palestrantes e facilitadores; onde o mais importante é, simplesmente, o preço.
Em outras regiões, longe das feiras, encontraram empresas que oferecem conteúdo programático, metodologias efetivas de ensino e instrutores qualificados. Descobriram que existem muitas! E por valores de investimento que se justificam pelo conjunto de benefícios que geram.
Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário